EXERCÍCIO AUMENTA A FOME? Saiba porque não

O Colégio Americano de Medicina Esportiva divulgou em seu “active voice” uma análise muito interessante sobre um tema que tem sido alvo de debates há décadas: “Os efeitos do exercício sobre o apetite”.

Esse debate ficou ainda mais intenso nos últimos anos, devido a um mal-entendido que foi amplamente disseminado pela imprensa que dizia que o exercício aumentava o apetite e a ingestão de alimentos e que por isso não seria um bom aliado para a perda de peso (“Why exercise won’t make you thin” Time 2009).

Apesar de essa informação equivocada ter ganho muito espaço no “conhecimento” geral, a maioria das pesquisas aponta que o exercício intenso suprime transitoriamente o apetite, tanto em homens quanto em mulheres.

Em uma pesquisa publicada em Março de 2016, avaliou-se a resposta do apetite a duas situações de déficit calórico: um resultante da dieta e outro  resultante da realização de exercícios.

Os resultados demonstraram que o apetite aumentou significativamente quando o déficit calórico foi gerado pela dieta, mas não quando o déficit foi gerado pelo exercício. De acordo com os autores, isso ocorreu devido a dois fatores:

– a concentração do “hormônio da fome” chamado Grelina aumentou mais no grupo submetido à restrição alimentar;

– a concentração do peptídeo YY (supressor da fome) aumentou mais no grupo submetido ao exercício.

Portanto o exercício é um excelente aliado para mulheres e homens que querem emagrecer, pois além de proporcionar a “queima” de calorias, também ajuda a controlar o apetite!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>